Ford Transit supera a venda de 10.000 unidades no Brasil

Transit

A Ford Transit atingiu este mês a venda de 10.306 unidades no Brasil. A linha de comerciais leves da Ford é oferecida nos modelos van de passageiros, furgão curto, furgão longo, chassi-cabine e se destaca pelo padrão de tecnologia e segurança. Lançada no Brasil em 2009, ela é reconhecida como a mais moderna do segmento e, desde então, vem crescendo progressivamente em volume e participação.

Em seu primeiro ano no mercado brasileiro, a Ford Transit vendeu 1.430 unidades, número que cresceu para 2.311 unidades em 2010 e 4.142 unidades no ano passado. Em 2012, de janeiro a julho já vendeu 2.393 unidades. A participação de mercado acompanhou essa evolução nos três segmentos. Ela tem hoje 13,2% entre os furgões, 7,4% nas vans de passageiros e 6,3% nas versões chassi-cabine.

Líder de mercado na Europa há mais de 40 anos, a Ford Transit já vendeu mais de 6 milhões de unidades no mundo e se tornou a referência em tecnologia do segmento. Entre outros itens, vem equipada de série com airbag para o motorista, freios a disco com ABS, distribuição eletrônica de frenagem, controle eletrônico de estabilidade, assistência de partida em rampa e assistência de frenagem de emergência. As duas baterias - uma para a partida e outra para alimentação dos demais equipamentos elétricos - é mais um diferencial que marca a eficiência e a confiabilidade do veículo.

Eficiente e versátil

Seu motor turbodiesel Duratorq 2.4 TDCI, forte e econômico, desenvolve 115 cv e torque de 32 kgfm. A transmissão de seis marchas e a tração traseira são outros fatores que garantem o seu bom desempenho com qualquer condição de carga.

"Com seus quatro modelos, a Ford Transit oferece grande flexibilidade para diversos tipos de aplicação e tem sido cada vez mais utilizada nos grandes centros urbanos, onde são adotadas restrições à circulação de caminhões", diz Pedro de Aquino, gerente de Marketing da Ford Caminhões. "Ela é sem dúvida a mais completa do mercado e vem sendo preferida tanto por transportadores autônomos como por grandes frotistas que valorizam a economia porporcionada pelo seu nível superior de eficiência, segurança e qualidade."

Fonte: Imprensa Ford