Ford entra no mercado de caminhões na China em parceria com a JMC

 China

Como parte da estratégia de expansão na China, a Ford anunciou novo investimento em veículos comerciais que marca a sua entrada no negócio de caminhões pesados. A participação da Ford nesse segmento na China se dará por meio de uma aquisição do seu parceiro na região, a Jiangling Motors Corporation, criando uma base forte e já consolidada no mercado que mais cresce no mundo.

A Jiangling Motors Corporation (JMC) vai adquirir 100% de participação da Taiyuan Changan Heavy Truck Company. O negócio será finalizado após a aprovação de autoridades governamentais chinesas.

"A aquisição da JMC representa uma grande oportunidade de continuar a expansão dos negócios de veículos comerciais na China", disse Dave Schoch, presidente e CEO da Ford Motor China. "Uma operação forte de caminhões, como a Taiyuan, vai complementar a oferta atual de carros de passageiros e comerciais leves da Ford, neste mercado que é o maior e de crescimento mais rápido do mundo."

Além dessa aquisição, a Ford vai lançar 15 novos veículos e 20 avançados motores na China até 2015 para acelerar o seu crescimento naquele mercado. Para suportar esse crescimento, a Ford e seus parceiros estão construindo cinco novas fábricas no país, incluindo uma instalação de US$ 300 milhões em Nanchang, onde fica a sede da JMC, com capacidade anual de 300 mil unidades. 

Essa fábrica vai entrar em operação em 2013, produzindo veículos das marcas JMC e Ford. Até agora, a Ford já investiu um total de US$ 4,9 bilhões para ampliar a sua presença na China, um dos mercados chaves para o crescimento global da marca nesta década e no futuro.

"Como parceira majoritária da JMC, a Ford está muito satisfeita em ver o seu rápido desenvolvimento e expansão no mercado de veículos comerciais", disse Schoch. "A Ford tem grande experiência e produtos e tecnologias de classe mundial em diversos segmentos do mercado, inclusive de caminhões, que poderão ser utilizados pela JMC após a aquisição."

Schoch, que também é vice-presidente da JMC, participou junto com autoridades governamentais e executivos da cerimônia realizada em Taiyuan, capital da província de Shanxi, para comemorar o acordo.

A JMC vai pagar à vista pela compra dos 80% de participação da China Changan Automobile e pelos 20% pertencentes à China South Industries Group Corporation. Após a conclusão do negócio, a Taiyuan Heavy Truck se tornará uma subsidiária totalmente controlada pela JMC.

A Ford tem uma participação de 30% na JMC, que atualmente produz comerciais leves e utilitários esportivos, incluindo a Ford Transit, fabricada desde 1995. A JMC vendeu mais de 190.000 veículos em 2011, com uma receita de cerca de US$ 2,7 bilhões.

A província de Shanxi oferece uma base importante para a entrada da JMC no negócio de caminhões, segmento que tem uma forte demanda nessa região rica em matérias-primas e recursos energéticos, como minério de ferro, carvão e eletricidade.

"Com o apoio da Ford, a Jiangling vai introduzir rapidamente novos produtos e aprimorar os veículos atuais da Taiyuan, fortalecendo a competitividade da marca", disse Schoch.

O mercado de caminhões deve continuar a crescer de forma consistente na China, devido ao potencial de crescimento econômico de longo prazo do país e aos fortes investimentos em infraestrutura feitos pelo governo. A China é o maior mercado de caminhões do mundo, com cerca de 1 milhão de unidades vendidas no ano passado.

Fonte: Imprensa Ford