Cargo Euro 5 na frota da FAB

Ford fornece 33 Caminhões Cargo para operações da Força Aérea Brasileira  

A Ford entregou 33 caminhões Cargo Euro 5 para a frota da Força Aérea Brasileira (FAB), em solenidade na cidade de Taguatinga, no Distrito Federal, com a presença do tenente-brigadeiro Aprígio Moura Azevedo, chefe do Estado Maior da Força Aérea Brasileira, e representantes da Presidência da República, Forças Armadas e Poder Executivo.

Os caminhões, dos modelos Cargo 2629, Cargo 1319 e Cargo 816, foram fornecidos pelo distribuidor Mix Caminhões, por meio de investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Equipamentos) do Governo Federal. Eles vão equipar unidades de apoio, como o Hospital de Campanha da FAB, e transportar equipamentos para operações em lugares distantes das bases aéreas em todo o País.

"Com os novos caminhões Ford Cargo a nossa capilaridade vai aumentar bastante, apoiando os lugares mais ermos onde, às vezes, não existe a possibilidade de chegar de avião", explicou o tenente-brigadeiro Hélio Paes de Barros, do Comando-Geral de Apoio.

Em algumas situações, a Força Aérea utiliza o transporte terrestre mesmo quando há pistas para o pouso de aviões de carga. "Às vezes é mais rápido e mais barato transportar por caminhão que por meio aéreo", ressalta o brigadeiro engenheiro Robson Ramos, da Diretoria de Engenharia da Aeronáutica. A mobilidade também é uma das diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa, que prevê a capacidade das Forças Armadas se deslocarem rapidamente para regiões de fronteira, por exemplo.

Os novos caminhões Ford Cargo Euro 5 trazem um ganho médio de 10 cv na potência e são de 5% a 7% mais econômicos no consumo de combustível, além de reduzir em 80% as emissões.

"Os caminhões Ford têm uma tradição de mais de 50 anos no Brasil e são reconhecidos pela robustez, eficiência e economia, qualidades que foram reforçadas como a nova geração Euro 5. É uma grande satisfação atender a Força Aérea Brasileira com o Novo Cargo, equipando a sua frota com a tecnologia mais avançada do segmento", diz Oswaldo Jardim, diretor de Operações de Caminhões da Ford América do Sul.

Fonte: Imprensa Ford