Caminhões Ford Cargo: linha cresce em vendas e participação de mercado em 2013

ford cargo

A linha de caminhões Ford Cargo apresentou um excelente desempenho no primeiro quadrimestre de 2013, com crescimento em vendas e participação nos segmentos em que atua. O número de emplacamentos cresceu 8% comparado ao mesmo período de 2012, com 6.642 unidades, e sua participação avançou 3,3 pontos porcentuais, para 19,8% do mercado competitivo, que exclui os extrapesados.

Esse resultado é ainda mais significativo quando se considera que a indústria de caminhões avançou 0,3% no total, mas mostrou uma queda de 10% nos segmentos considerados.

As seguidas novidades introduzidas na linha Ford Cargo contribuíram para esse crescimento. Depois da completa renovação da cabine, que passou a incluir a opção leito, ela trouxe os motores Euro 5, mais potentes e econômicos, transmissões sincronizadas e agora, também, a oferta de freios ABS e outros equipamentos.

"Os caminhões Ford Cargo sempre foram reconhecidos pela robustez e custo-benefício. Com a modernização da linha, ficaram ainda mais espaçosos, confortáveis e econômicos e esse desempenho nas vendas reflete a sua boa aceitação nos diferentes segmentos de aplicação", diz Pedro de Aquino, gerente de Marketing da Ford Caminhões.

Destaques

O modelo leve Cargo 816 foi o destaque no segmento de 6 a 10 toneladas. Ele teve um crescimento de 8,9 pontos porcentuais e assumiu a vice-liderança da categoria com 20,5% de participação e 2.229 emplacamentos. Com peso bruto total de 8.250 kg, é um dos caminhões preferidos no transporte urbano.

O médio Cargo 1319 aumentou para 22,9% sua participação entre os veículos de 10 a 13 toneladas - um ganho de 3,3 pontos porcentuais. Com 13 toneladas de peso bruto total, é aplicado em distribuição urbana de curta e média distância, com implemento tipo baú ou carga seca.

O médio Cargo 1519 também avançou 11,6 pontos porcentuais. Ele aumentou a sua participação para 30,8% no segmento de 13 a 15 toneladas e ainda registrou um pico de 38,2% em abril, mostrando potencial para avançar. Com peso bruto total de 14.500 kg, é um modelo de aplicação urbana que oferece grande versatilidade e eficiência em ramos como bebidas, material de construção e mudanças, além de transporte rodoviário de curta distância.

Nos caminhões acima de 15 toneladas, os modelos Cargo 1719 e Cargo 1723 também cresceram 1,9 ponto porcentual e responderam por 19,4% dos emplacamentos. Ambos contam com peso bruto total de 16 toneladas e o Cargo 1723 é um dos mais usados como coletor/compactador de resíduos.

Os modelos Cargo 2429 e Cargo 2423 conquistaram 5,2 pontos porcentuais no segmento de caminhões médios 6x2 de 20 a 24 toneladas, considerado um dos mais competitivos do mercado por contar com concorrentes de praticamente todas as marcas. Com 2.048 emplacamentos, a Ford aumentou sua fatia no segmento para 21,8%. Com peso bruto total de 23 toneladas, os dois oferecem a opção de cabine leito e são usados como basculante, furgão lonado, tanque e baú, entre outras aplicações.

Fonte: Imprensa Ford