Nova entidade quer regulamentar amarração de carga

Recém-criada, Abemac vai trabalhar para aprimorar a legislação brasileira sobre o tema

amarracaocarga Estabelecer padrões para amarração dos diversos tipos de carga é um dos objetivos da recém-criada Associação Brasileira de Engenharia de Movimentação e Amarração de Cargas (Abemac). Formada por engenheiros e fabricantes de peças como cabos, cintas e laços, a entidade quer melhorar a legislação brasileira sobre amarração de carga.

Segundo o presidente da Abemac, o engenheiro civil Gustavo Cassiolato, o Brasil ainda tem muito que evoluir neste campo, quando comparado com Europa e Estados Unidos. “Na Europa, um policial para o caminhoneiro na estrada e cobra dele o plano de amarração de cargas, que mostra, por exemplo, quantas cintas foram utilizadas naquele frete”, afirma.

De acordo com ele, o Brasil carece de uma legislação mais específica e rigorosa de amarração. “Existem regras para o transporte de mármore e produtos siderúrgicos, estabelecidas devido a uma série de acidentes com essas cargas. Mas, precisamos de normas para todas”, declara. A Abemac, segundo o presidente, fará gestões visando o aprimoramento da legislação juntos aos órgãos públicos competentes.

Outra atividade que a associação pretende realizar é o esclarecimento dos transportadores quanto às formas corretas de amarração de carga. “Às vezes, as pessoas optam por uma solução por achar que é mais barato. Mas os caminhoneiros não fazem a conta de quanto gastam com corda e quanto gastariam com o material mais adequado para amarrar determinada carga”, exemplifica.

A Abemac, segundo o presidente, irá prestar consultorias aos frotistas brasileiros. Quem quiser fazer contato com a entidade deve usar o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou o telefone 011 -4436-3561. O site é o www.abemac.com.br.

Fonte: www.cargapesada.com.br