PSI é prorrogado até o fim de 2015

Medida faz parte do pacote de estímulo à indústria do governo federal

ford copia Criado em 2009, o Programa de Sustentação do Investimento (PSI) será prorrogado até o fim de 2015. O programa, que inclui o Finame PSI e o Procaminhoneiro, oferece linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a compra e a exportação de bens de capital – máquinas, equipamentos, caminhões e ônibus usados na produção – e investimentos em pesquisa e inovação.

O PSI acabaria em 31 de dezembro. Neste ano, o orçamento do programa é de R$ 80 bilhões, dos quais R$ 65 bilhões com recursos do BNDES. Para 2015, o valor ainda não está definido, mas, segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, deverá ficar próximo ao volume disponível em 2014.

O PSI ganhará ainda uma modalidade, que financiará a modernização de fábricas. O subprograma oferecerá linhas de crédito para a compra e o leasing (arrendamento) de máquinas e equipamentos novos de fabricação nacional.

Segundo Mantega, a prorrogação do PSI havia sido pedida pelo Fórum Nacional da Indústria, que reúne empresários de 36 setores com a presidenta Dilma Rousseff desde maio. O grupo discute propostas para melhorar a competitividade da indústria brasileira.

Os juros para compra de caminhões são de 6% ao ano.

Fonte: www.cargapesada.com.br