Atenção no trânsito vale vidas

Levantamento revela que uma pessoa morre a cada hora nas rodovias federais. O estudo aponta, entre outros dados, que 35% dos acidentes com caminhões nestas vias acontecem devido à falta de atenção dos condutores

atencao A cada hora uma pessoa morre em decorrência de acidentes de trânsito nas rodovias federais que cortam o País. Durante o ano de 2012, foram registrados 184 mil acidentes, causando 8.665 mortos – o que equivale a uma média diária de 23,7 mortes, praticamente uma por dia. Os números fazem parte do Atlas da Acidentalidade do Transporte Brasileiro, realizado pelo Programa Volvo de Segurança no Trânsito (PVST), a partir da análise estatística do banco de dados dos acidentes registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre 2008 e 2012, nas 103 rodovias federais que cortam o País.


Segundo a análise, os Estados que registraram o maior número de acidentes foram Minas Gerais (26.711), Paraná (20.739) e Santa Catarina (18.726), respectivamente. Considerando as vítimas fatais, Minas Gerais também aparece em primeiro lugar com 1.196 mortos, seguidos pela Bahia (859) e Paraná (854).

Se levadas em conta apenas as ocorrências com caminhões, verificou-se que quase 35% dos acidentes nas estradas federais acontecem devido à falta de atenção dos condutores. Segundo o levantamento, das 62.852 ocorrências, este fator ocasionou 21.860 acidentes com os veículos pesados de carga em 2012. 
Outros principais motivos de acidentes nas rodovias federais, segundo o levantamento são causados pelo seguintes motivos à seguir: não guardar distância segura do veículo da frente provocou 5.917 acidentes; rodar com velocidade incompatível à estabelecida, 5.368; defeitos mecânicos,  3.531; desrespeito à sinalização, 2.150; dormir ao volante, 2.093; realizar ultrapassagens indevidas, 2.036; dirigir sob efeito de álcool, 1.286; animais na pista, 960; e defeito na via, 688. O levantamento ainda verificou que outros motivos (não relacionados no estudo) são responsáveis por 16.962 acidentes.
Ainda de acordo com a análise, os acidentes com caminhões acontecem – em sua maioria – durante a semana, sendo as quintas e sextas-feiras os dias mais perigosos, com 17% das ocorrências em cada dia. Em seguida aparece a quarta-feira, com 16%; terça-feira, 15%; segunda-feira, 14%; sábado, 13% e domingo 8%. Mesmo com menos incidência de acidentes, o fim de semana registra os casos mais graves. Aos sábados são 81 mortes a cada mil acidentes e aos domingos 106 vítimas fatais para cada mil acidentes. O amanhecer – entre 4 e 5 horas da manhã - concentra os acidentes fatais.

Fonte: www.ocarreteiro.com.br