Restrição a caminhões aumenta em cidades brasileiras

restricao Está cada vez mais difícil circular ou realizar a entrega de mercadorias dentro do perímetro urbano, especialmente nas grandes cidades e capitais. O que dificulta ainda mais é o fato de cada município ter sua própria legislação, complicando a vida e as viagens dos motoristas de caminhão. Em 2015, a restrição a caminhões passa a existir em mais de 100 cidades brasileiras.

Uma boa solução seria a unificação das leis de restrição em todo o país, pois assim carreteiros e empresas poderiam organizar-se, contribuindo com a fluidez do trânsito e evitando cometer infrações. Além disso, o custo das operações seria menor e até o preços dos veículos poderia diminuir, segundo o  seminário “VUC: Solução para a Mobilidade Urbana”, da 1ª VUCFAIR 2014 – Salão dos Veículos Comerciais Leves, que aconteceu no fim de 2014.

A NTC&Logística também sugere a criação de uma taxa de Restrição de Trânsito (TRT) – um valor a mais a ser cobrado sempre que a coleta ou entrega for realizada em cidades que façam restrições à circulação de caminhões. Outras medidas interessantes seriam a criação de mais vagas para carga e descarga e melhorias consistentes no transporte público, reduzindo a quantidade de veículos nas ruas.

Além disso, os participantes do seminário “VUC: Solução para a Mobilidade Urbana” também defenderam a construção de centros logísticos de distribuição, onde as cargas poderiam ser fracionadas antes de entrar nas grandes cidades.

E você, o que você acha dessas ideias?

Confira no infográfico abaixo as legislações vigentes em diferentes cidades do Brasil:

infograficorestricao

 

inforest2

 

Fonte: www.fordeconoshow.com.br