Companhia vai usar resíduos para produzir eletricidade, como fonte ecológica de sílica

goodyear

Os resíduos de casca de arroz que antes eram enviados para aterros estão agora ajudando a Goodyear Tire & Rubber Company a produzir pneus energeticamente eficientes. A Goodyear anuncia que vai utilizar as cinzas que sobraram da queima da casca de arroz para produzir eletricidade, como fonte ecológica de sílica para uso em seus pneus.

 

A empresa testou a sílica derivada da cinza de casca de arroz nos últimos dois anos, em seu Centro de Inovação em Akron e descobriu que seu impacto sobre o desempenho dos pneus é igual ao das fontes tradicionais. Atualmente, a Goodyear está em processo de negociação com fornecedores para comprar a cinza de arroz para uso em seus pneus.

“O uso da cinza de arroz dará à Goodyear uma fonte alternativa de sílica com custo menor, ajudando também a reduzir a quantidade de resíduos de arroz que é enviada para os aterros”, disse Joseph Zekoski, Diretor Técnico Interino. “Esta é uma vitória para a Goodyear, para nossos clientes e para o meio ambiente”.

Todos os anos, mais de 700 milhões de toneladas de arroz são colhidas em todo o mundo, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, e o descarte da casca de arroz é um desafio ambiental. Como resultado, muitas vezes, as cascas são queimadas para gerar eletricidade e reduzir a quantidade de resíduos enviados para aterros.

A sílica é misturada com borracha nas bandas de rodagem dos pneus para aumentar a resistência da borracha e ajudar a reduzir a resistência à rolagem, melhorando assim a economia de combustível. Ela também pode ter um impacto positivo na tração de um pneu em superfícies molhadas.

“Os esforços de inovação da Goodyear estão focados em tornar os pneus mais ecológicos – em seus materiais, no seu desempenho e no processo de fabricação”, disse Zekoski. “Por exemplo, continuamos a explorar formas de aumentar a eficiência de combustível dos pneus. Nós nos esforçamos para ajudar os consumidores a manter seus pneus operando de forma otimizada, por meio de inovações, como a Tecnologia de Manutenção de Ar (AMT, sigla em inglês). E analisamos os recursos renováveis, incluindo óleo de soja, para substituir os materiais à base de petróleo nos pneus “.

Fonte: www.cargapesada.com.br

 

  • Created on .
  • Last updated on .
  • Hits: 1380