euro5 Antes da existência do Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores) o nível de emissão de gases poluentes liberados na atmosfera pelos motores a diesel era muito maior. Para se adaptar à legislação, as empresas realizaram adaptações e melhorias, o que levou à evolução dos motores. Na Ford, os caminhões já saem de fábrica menos poluentes utilizando a tecnologia Euro 5.

Graças aos motores Euro 5, hoje em dia houve uma diminuição de 88% nos níveis de monóxido de carbono, 87% nos de óxido de nitrogênio e redução em cinco vezes do volume de material particulado presente no ar. A evolução dos motores foi um fator fundamental para melhorar a qualidade do ar que respiramos, principalmente nas grandes cidades.

A evolução dos motores a diesel foi gradual, mas foi possível através de avanços tecnológicos como injeções de combustível sob alta pressão controlada eletronicamente, turbocompressores e intercoolers, além de sistemas de pós-tratamento de poluentes, como a solução Arla 32, aditivo a base de ureia.

Na Europa já foi iniciado o programa Euro 6, onde os motores passarão a usar dois sistemas de pós-tratamento, o SCR (que utiliza Arla 32 e já está presente no Euro 5) e o EGR (Recirculação dos Gases de Escape). Os caminhões também serão equipados com contador de partículas e filtro de material particulado.

A Ford continuará investindo no desenvolvimento de um motor forte e eficiente, mas que emita um volume de gases poluentes cada vez menor.

Fonte: www.fordeconoshow.com.br

  • Created on .
  • Last updated on .
  • Hits: 1775