Entenda como funciona a litragem de um motor de 10.3 litros do Ford Cargo Extrapesado e sua ligação com torque e consumo.

motor

Durante as conversas antes dos test drives, percebemos que muitos motoristas reclamam do tamanho do motor. Acostumados com o conceito de “quanto maior, mais potente” duvidam da capacidade do Ford Cargo Extrapesado. Claro que, depois de observar os 420 cavalos agindo na prática, não sobram dúvidas em relação à potência!

Mas, como conseguimos tantos cavalos com um motor “menor” (10.3 litros)?

Como houve uma evolução na tecnologia, não é mais necessário ter um motor gigante para obter o torque e a força motora necessários, devido à leveza do conjunto.

A tecnologia fez com que  diversas peças (como volantes de motor, virabrequim, pistões, diferencial, etc.) ficassem cada vez mais leves e, mesmo assim, exercessem forças ainda maiores. Antigamente, parte do combustível e do ar servia apenas para mover o conjunto e sobrava um porcentagem menor de força que se destinava ao torque.

Por exemplo, houve uma época em que se chegava a 410 cavalos de potência com motores V8, muito maiores que os de 6 válvulas do Extrapesado. Isso porque o conjunto pesado de peças roubava a força que a combustão produzia.

Mas, o que é litragem de motor na verdade? São 10.3 litros do quê?

Os litros dizem respeito ao espaço de combustão, onde o sistema recebe ar e combustível para que haja combustão e, com essa energia, move o sistema.

Se temos um caminhão que cabe menos combustível, 6 válvulas e 10.3 litros de espaço para combustão, e, mesmo assim, chega a 420 cavalos, é porque o conjunto foi inteiro estudado para ter uma leveza certa e aproveitar 100% da força produzida.

Nesse caso a economia é dupla - na compra e no consumo. Pequenos detalhes do Ford Cargo Extrapesado que fazem uma enorme diferença!

Fonte: www.fordeconoshow.com.br

  • Created on .
  • Last updated on .
  • Hits: 2912